Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

Amarante daqui a 15 anos?

O desafio lançado pela organização do concurso foi motivo de grande reflexão da nossa parte, isto porque imaginar as mudanças que irão ocorrer em Amarante em década e meia não é de todo fácil.

            Se por um lado não nos queremos pretender à imaginação fértil, fruto do exagero, imaginando uma cidade "hollywoodesca" dado que 15 anos não é tempo suficiente para que humanamente possam assim ocorrer grandes mudanças. Por outro lado queríamos acreditar no espírito de mudança, de renovação, de renascimento que queremos incutir nesta apelidada "Princesa do Tâmega".

           

            Tomando por referência a área que, maioritariamente, a população apontou como o ponto fraco e mais frágil de Amarante, a saúde, acreditamos que os projectos, e as obras que estão a decorrer irão suprir as necessidades tão apontadas pelos Amarantinos. Está em construção um novo hospital, que funcionará como hospital de proximidade em articulação com o Hospital Padre Américo em Penafiel, constituindo os dois, o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa. Cremos que esta nova infra-estrutura venha acalmar a revolta popular dando vazão as necessidades de saúde da nossa cidade.

            Outro tema de conversa de café que será marca importante para Amarante, é a tão desejada e prometida vinda de um centro comercial. Não queremos de qualquer modo apontar a vinda de um shopping como sendo o salvador da economia, mas dada a envergadura deste empreendimento certamente trará inúmeros benefícios, oferecendo postos de trabalho, aumentando a afluência de visitantes que ajudarão à emancipação do nome da nossa cidade. Já há muito os amarantinos se queixam da falta de um cinema, principalmente os jovens que tinham de se deslocar a outras cidades. Irá ser possível fazer os mesmos programas mas aqui, na nossa cidade.

            A cultura também terá desenvolvimentos importantes, isto porque, é bastante notória a preocupação das entidades responsáveis, em promover a arte, em todas as suas vertentes, na nossa cidade. Nomes sonantes, como Amadeo de Sousa, Agustina Bessa Luís, entre outros, merecem a sua valorização e a nossa aposta passa também por aí, mostrar aquilo de bom que Amarante tem. Símbolos culturais, religiosos, históricos não nos faltam.

            Por último vamos falar do tema do nosso trabalho por excelência, o ambiente. O rio, marca de Amarante, está poluído e isso é um facto que ninguém pode escamotear. Prevê-se a construção de uma barragem a montante da zona centro, que segundo estudos, trará ainda mais problemas para a qualidade da água devido a estagnação que irá ter. Mas neste assunto, estamos deveras optimistas, as entidades competentes estão preocupadas com esta situação e acreditamos que tudo se resolverá pelo melhor, tendo em conta a preservação do rio como ecossistema e quem sabe melhorando a qualidade da água, impedindo as descargas que fazem para o rio, culpando aqueles que mal querem a este símbolo de Amarante. Vemos daqui a quinze anos as pessoas as frequentarem as nossas praias fluviais com maior afluência e confiança e, quem sabe, se nós não iremos contribuir para isso.

 

sentimo-nos: criativos! imaginativos!

publicado por amarante_csg às 21:40
link do post | comentar | favorito

Reflexão - ponto de trabalho

            Aceitar o desafio de participar no Concurso "Cidades Criativas" prendeu-se ao facto de acreditarmos no potencial que a nossa cidade, Amarante, tem por explorar. É notória, e toda a gente se queixa, da estagnação vivida em Amarante nos últimos anos e da pouca promoção dos jovens, como sociedade activa no futuro. Pensamos entao em criar um projecto que podesse ser um marco em Amarante, que conseguisse chamar a atenção para os problemas que aqui existem e lançar possíveis soluçoes para eles. Agarramos entao com ânimo este projecto.
            Num primeiro momento optamos por criar uma ponte de ideias entre nós e os amarantinos e para isso organizamos várias estratégias de marketing, nomeadamente começamos por dar uma entrevista numa rádio local; demos uma entrevista para um jornal, onde mantemos uma crónica semanal; afixamos cartazes em vários pontos estratégicos, distribuimos vários folhetos na rua e uns cartoes com o nosso blog e e-mail para que nos possam visitar, lançar ideias, etc. Acreditamos que um intercâmbio de ideias pode enriquecer o nosso trabalho, pois é a perceber as necessidades das pessoas que podemos tentar contribuir para uma mudança no panorâma Amarantino.
            Para conseguirmos organizar ideias e definirmos um diagnóstico da cidade, apontando os pontos fracos e aqueles que mesmo fortes deviam ser melhorados/ aproveitados contactamos várias entidades locais de todas as áreas como empresas, instituiçoes de caridade e desportivas entre outras. Outro meio de análise foi os inquéritos que realizamos a 100 pessoas em pontos distintos da cidade a várias faixas etárias.
            Da análise de dados que fizemos concluimos que existem dois sectores que mais preocupam os amarantinos que são o ambiente (mais precisamente o rio) e o desemprego. Decidimos então, devido à nossa área de estudos, centrar a nossa intervançao no ambiente e marcamos já análises, efectuadas por nós, quer quimicas quer microbiologicas ao rio, exilibris da nossa cidade, para tentar explicar a menor afluencia as praias fluviais. Criamos também uma parceria com outro projecto centrado no ambiente, a Agenda Local 21 de Fridao que visa a promoçao de um desenvolvimento sustentavel onde ja nos encontramos a assentar ideias como uma palestra sobre reciclagem, uma semana verde, entre outras.
            No caso do desemprego, mais especificamente, estamos a tentar junto da comunidade empresarial e por meio da ACIA (associação comercial e industrial de Amarante) organizar um coloquio para percebemos as causas do abandono insdustrial e da falta de emprego em que se encontra Amarante, perceber o porquê de nao haver investimento e compreender até que ponto os novos empreendimentos prometidos vêm contribuir ou não para um melhor desenvolvimento económico.
            Pretendemos assim, chegar a conclusoes sérias sobre o mais necessário na nossa cidade para que depois possamos com criatividade e uma visão sustentável lançar medidas para a sua resolução ou que pelo menos nos deêm um momento para que possamos mostrar o nosso trabalho, ja que até hoje ainda esperamos o apoio da câmara.
 
            Grupo: Amarante_csg
            e mail: amarante_csg@hotmail.com
            blog: amarante_csg.blogs.sapo.pt
sentimo-nos: motivados! confiantes!

publicado por amarante_csg às 18:40
link do post | comentar | favorito

.Quem somos

Alunos do Colégio de São Gonçalo, 12º ano, de Ciências e Tecnologias a participar no Concurso Nacional de ideias "Cidades Criativas" - reflexão e estudo sobre as cidades portuguesas . Helena Melo, Ricardo Silva, Marlene Ribeiro, Rita Magalhães, Sara Carvalho

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Amarante daqui a 15 anos?

. Reflexão - ponto de trab...

.tags

. todas as tags

.links

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.posts recentes

. Amarante daqui a 15 anos?

. Reflexão - ponto de trab...

.pesquisar